sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Primeira semana na Madeira


Olá a todos

Sou Adrián, natural de Valencia (Espanha). Estudei ciências ambientais. É um curso multidisciplinar, o que tem muitos campos completamente diferentes, mas todos eles têm uma coisa em comum, o objetivo de proteger o meio ambiente. Durante o curso tive várias visitas de estudo diferentes, mas especialmente os relacionados com a conservação de espécies, me fizeram entender a importância deste trabalho para sociedade, economia e meio ambiente.

As duas visitas de estudo que mais eu gostei foram a Font Roja e Centro de Recuperação de Fauna .

A Font Roja localiza-se em Alcoy, Alicante. Durante 2 dias eu tive a oportunidade de observar diversas espécies como o Abutre fouveiro (Gyps fulvus), a raposa (Vulpes vulpes) através de câmaras de visão noturna, escutamos morcegos (Pipistrellus pipistrellus y Plecotus austriacus) e fizemos anilhagem. 

Imagem de Font Roja


Anilhamem de paseriformes em Font Roja

Outra das visitas de estudo mais importantes para compreender o trabalho de conservação foi ao centro de recuperação da vida selvagem em el Saler, Valencia. Aqui tive a oportunidade de  ver espécies de animais feridas e que são reintroduzidas no seu ambiente natural, uma vez recuperadas. Isso me fez ver a importância deste tipo de trabalho para a conservação da biodiversidade e a educação das gerações futuras.

Também realizei um estágio no departamento de meio ambiente da administração pública de valência, embora não tivesse nada a ver com a conservação. No entanto, embora não tenha experiencia neste campo, espero aprender muito durante o meu estágio na SPEA.



Censo de aves em Caniçal





Em 2016 – 2017 realizei uma bolsa Erasmus em Brno, Republica Checa. Quando regressei, queria ter mais experiências no exterior e também adquirir experiência profissional. Um amigo meu me contou sobre o Programa Faro para realizar estágios em empresas fora da Espanha, então eu decidi inscrever-me. 10 Meses depois, enviaram-me um pedido para fazer o estágio, fiz uma entrevista e fui selecionado. Estou ansioso para contribuir com o meu trabalho no projeto LuminAves para resolver os problemas causados ​​pela poluição luminosa nas aves marinhas e, que em alguns casos, podem causar a morte delas. 




Hi everybody

I am Adrian, from Valencia (Spain). I have studied Environmental Sciences in Universidad Politecnica de Valencia. It is a multidisciplinary career, that it has a very different fields, but all of these have a common aspect that is the environmental protect. During the career I have been a lot of trips. The trips associated to conservation of species make me understand the importance of this aspect for the society, economy and environment.

I had two favorite trips. One of this is in Font Roja and another Recovery Fauna Center in Saler.

In the first trip was in Font Roja, Alicante. During 2 days I can saw a lot of species of animals, like Griffon vulture (Gyps fulvus), fox (Vulpes vulpes) by nocturnal cameras, I listen bat (Pipistrellus pipistrellus y Plecotus austriacus) and I was in a brand. 


 Picture of Font Roja 


 Brand of birds in Font Roja





Another trip for understand the importance of  conservation work was the visit to the Recovery Fauna Center in Saler. I had the opportunity to saw  animals species that were injured and the people that work in this center work to recover this species and reintroduce in his habitat. This trip made me look the big importance of the conservation and recovery of species.

The last summer I was in environmental department of public administration in Valencia, but it was completely different to conservation works. In this aspect, I don’t have any experience, but I hope learn so much in SPEA.

 Census of birds in Caniçal




In 2016 – 2017 I was making Erasmus in Brno, Czech Republic. When I came to Erasmus, I wanted to go another experiences in abroad and gain professional experience. A friend talk me about Faro Program for make practices outside Spain. I registered in this program and 10 months later I did an interviewee for go to Madeira. I am excited to contribute with my work to the LuminAves project for can solve the problems that light pollution cause in marine births and another projects.














quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

O caminho que me trouxe à SPEA





Olá a todos,


Sou a Margarida, tenho 19 anos e sou natural do Santo da Serra, Madeira. Por viver nesta zona desde pequena, sempe senti uma forte ligação com a natureza, mas também tinha um interesse muito grande pela língua inglesa e, então, andei à procura de algo que juntasse estas duas áreas.

Assim sendo, no secundário, tirei o Curso Profissional de Técnico de Turismo Ambiental e Rural, entre 2013 e 2016, através do qual fui motivada a adotar novos hábitos e atitudes em prol da conservação ambiental. Durante estes 3 anos, realizei várias atividades, como por exemplo, plantar e acompanhar a evolução da horta da escola no contexto da agricultura biológica e planear e coordenar eventos.

Para dar continuidade a este processo de aprendizagem decidi inscrever-me no Curso Técnico Superior Profissional de Guias da Natureza, na Universidade da Madeira, com início em 2016. Durante este curso adquiri imensos conhecimentos acerca do Arquipélago da Madeira, com principal foco nas plantas e aves, bem como morcegos, borboletas, agricultura, locais de interesse e desportos na natureza. A cadeira de Flora foi uma das minhas preferidas e a que mais me impactou através da sensibilização para os efeitos negativos das espécies invasoras. Foram muitas as saídas de campo realizadas nesta área, a partir das quais desenvolvi um fascínio pela Douradinha (Ranunculus cortusifolius) e a Alegra-campo (Semele androgyna).

Douradinha
(Ranunculus cortusifolius)

Alegra-campo
(Semele androgyna)

No segundo ano do curso, a componete prática teve muita importância para mim, não só pelos conhecimentos que retive, mas também porque a minha capacidade física e mental foi posta à pova numa série de atividades, principalmente desportivas, fazendo com que superasse alguns dos meus medos. A última atividade foi uma expedição desde o Paúl da Serra até ao centro da Calheta, por 3 dias, durante a qual descemos uma ribeira que, para mim, foi o derradeiro desafio. No fim da expedição, apesar do cansaço e das dores, a sensação de realização e de superação tomou conta de mim, ficando muito contente por ter conseguido completar este desafio.

Escalada no parque desportivo de Água de Pena

Ribeira que descemos durante a expedição

Agora estou quase a acabar o curso, sendo que este último semestre é dedicado ao estágio, que decidi fazer na SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, uma vez que o meu interesse sempre assentou mais nas plantas e nas aves, pelo que espero reter informação suficiente que me possibilite ser uma boa guia no futuro ou que me capacite para qualquer outro projeto no qual decida embarcar.




Hi everyone,


I'm Margarida, I'm 19 years old and I'm from Santo da Serra, Madeira. Having lived here my whole life, I always felt a stong conection with nature, but I also had a great interest for the English language and so I started looking for something that could bring these two areas together.

With that being said, in secondary school, I took a Professional Course on Environmental and Rural Tourism, from 2013 to 2016, through which I was motivated to adopt new habits and attitudes in favor of environmental conservation. During these 3 years, I carried out various activities, such as planting and monitoring the evolution of the school garden in the context of organic farming and planning and coordinating events.

To continue this learning process, I decided to take another course, this time at the University of Madeira, that would allow me to became a Nature Guide, which I started back in 2016. This course provided me with so much knowledge about the Archipelago of Madeira, mainly on plants and birds, as well as bats, butterflies, agriculture, places of interest and sports in nature. One of my favourite classes and the one that had the most impact on me was Flora, due to the problematic of envasive species. We went on many field trips on this class, through which I developed a fascination for Douradinha (Ranunculus cortusifolius) and Alegra-campo (Semele androgyna).

Douradinha
(Ranunculus cortusifolius)

Alegra-campo
(Semele Androgyna)

In the second year of the course, the practical component was very important to me, not only for what I learned, but also because I was tested physically and mentally in a series of activities, mainly to do with sports, that helped me get over some of my fears. The last activity I did was an expedition from Paúl da Serra to the center of Calheta, lasting 3 days, during which we descended a water stream that, for me, was the ultimate challenge. At the end of this expedition, despite the fatigue and pain, the sense of accomplishment took over me and I was very glad to have managed to complete this challenge.

Climbing in parque desportivo de Água de Pena

Water stream we descended
during the expedition

Now I'm almost finishing the course and this last semester is dedicated to the internship, which I decided to do at SPEA – Portuguese Society for the Study of Birds, since my main interest has always had to do with plants and birds, where I hope to learn enough to become a good guide in the future or to be able to apply for any project that I find interesting to be a part of. 

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Homo madeirensis


Olá a todos,

Sou Raquel, natural de Alicante (Espanha). Quando eu comecei a estudar Biologia, não sabia o que eu gostava, mas à medida que os cursos passavam, eu percebi que eu realmente gostava da conservação do meio ambiente e da biodiversidade. Quando eu fiz as prácticas para o cumplimento do acordo CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens) senti em meu lugar, descobri que, para  mim, o mais importante é trabalhar em algo que contribua para um bem na naturaleza.
Psittacus erithacus e Panthera tigris,espécies ameaçcadas no tráfico de espécies incluidas nos Anexos CITES
Outra parte importante foi que, há 4 anos, participei, por casualidade, de um voluntário da floresta de 10 dias em uma área natural de Alicante. Foi uma experiência inesquecível, senti em conexão com a natureza, aprendi com muitas pessoas e acordei em mim o interesse pela natureza e sua preservação. Foi tão importante para mim que acabei atendendo a cada verão desde então e até os dois últimos trabalhavam como monitor lá. E foi também esse o trabalho para o qual tive que assumir o meu lado mais criativo em termos de realização de atividades na natureza, descobrindo a importância da educação ambiental.

Imagens dos voluntários em Xorret de Catí (Alicante)
Depois, sem saber quando e como, o grupo das aves ficou muito interessado. E eu comecei a documentar, a aprender sobre eles, a participar de anigagems e projetos relacionados e a fazer cursos para me informar. Muitas espécies são bastante semelhantes entre Alicante e Madeira, a diferença está na subespécie.

Imagens de anigagem em Aspe (Alicante). Acima: Frigilla coelebs e Motacilla cinerea, das quais exstem duas subespécies na Maderia e Abajo: Lucinia svecica eTurdus philomelos em Alicante (Espanha).


Um dia, eu já estava terminando biología, alguém me falou sobre a existência do programa Erasmus + Aitana. Fiquei interessado, então visitei o site. Houve dois dias para terminar o prazo e eu disse para mim, eu tenho que tentar. Eu vi a vaga para ajudar no projeto LuminAves na Madeira e pensei que essa vaga deve ser minha. E depois de muitos meses sem novidades, recebi a mensagem para fazer a entrevista e definitivamente conseguir o lugar.
E aqui estou agora, no escritório de Spea Madeira, realizando estágios no projeto Lumin Aves. Muito feliz por finalmente ter aprendido e contribuído para o mundo das aves e sua conservação :).

Primera semana de inicio de las prãcticas en SPEA Madeira, Proyecto LuminAves.


Hi everybody,

I'm Raquel, I'm from Alicante (Spain). When I started studying Biology, I did not know what exactly I liked, but as the courses passed, I realized that I really liked the conservation of the environment and biodiversity. When I did the practices for the fulfillment of the CITES agreement (Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Fauna and Flora) I felt in my place, I discovered that for me the most important thing is to work on something that contributes to a good on the nature.

Psittacus erithacus and Panthera tigris. Species endangered in the trade of species included in the CITES annexes.

Another important part was that 4 years ago I attended, by chance, a 10-day forest volunteer in a natural area of ​​Alicante. It was an unforgettable experience, I felt in connection with nature, I learned from many people and woke up in me that interest in nature and its preservation. It was so important to me that I ended up attending every summer since then and even the last two worked as a monitor there. And it was that work also for which I had to take my more creative side in terms of carrying out activities in nature, discovering the importance of environmental education.

Image of the Mediterranean mountains of Alicante, the place on where the forest volunteers work
Afterwards, without knowing when and how, the group of birds became very interested to me. And I started to document, to learn about them, to attend banding and related projects and to take courses to inform me. Many species are quite similar between Alicante and Madeira, the difference is in the subspecies.

Images of anigagem in Aspe (Alicante). Above: Frigilla coelebs and Motacilla cinerea, from which two subspecies existed in Maderia and Abajo: Lucinia svecica eTurdus philomelos in Alicante (Spain)

One day, I was already finishing the university, someone told me about the existence of the Erasmus + Aitana program. I was interested, so look at the website. There were two days to finish the term and I said to myself, I have to try. I saw the square to help in the LuminAves project in Madeira and I thought, that has to be mine. And after many months without news, I received the message to conduct the interview and definitely get the place.
And here I am now, in the office of Spea Madeira, doing internships in the Lumin Aves project. Very happy to have finally come to learn and contribute to the world of birds and their conservation :).

First week of initiation of the practices in SPEA Madeira, Project LuminAves.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Primeira semana na SPEA

Olá a todos,
Sou o Nelson, natural do Porto da Cruz (Madeira), onde estudei até o 9 º ano e depois mudei para Escola Básica e Secundária de Machico onde realizei o Curso Profissional de Técnico de Turismo Ambiental e Rural, durante o secundário entre 2013 e 2016. No primeiro ano de curso fui adquirindo uma maior perceção do quanto a natureza significava para mim. Em simultâneo, decidi inscrever-me num estágio de verão no Parque Natural da Madeira, para conhecer melhor todo o trabalho realizado pelos vigilantes no âmbito da conservação da natureza nas Desertas.

Paisagem das ilhas Desertas

Esta experiência foi uma das mais gratificantes que tive, aprendi muito sobre o trabalho de conservação, através da realização pontos de avistamento do Lobo-Marinho, anilhamento de Alma-Negra (Bulweria bulwerii), contagens de cabras das Desertas e recolha de caracóis endémicos da Deserta (Ilhéu Chão), sendo que ainda tive a oportunidade de ver a tarântula (Hogna ingens).
Tarântula-das-Desertas (Hogna ingens)

No último ano curso havia a componente de estágio, que fiz na Empresa Madeira e Fauna e Flora, onde desempenhei as funções de planeamento e criação de novos projetos da empresa para um turismo sustentável.
Cria de alma-negra (Bulweria bulwerii

Depois desta experiência, decidi ir para a universidade em 2016 e inscrevi-me para o Curso Técnico Superior Profissional de Guias da Natureza, onde adquiri mais conhecimentos na área da Biologia (Fauna e Flora) e tive a oportunidade de aprender Alemão, que foi uma experiência relativamente complicada, mas necessária para ser um bom guia.
Neste curso a parte prática foi uma mais valia para adquirir conhecimentos específicos para o estágio que me encontro a realizar na Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
(SPEA), através do qual espero adquirir mais conhecimentos sobre o mundo das Aves e me tornar mais culto para o mundo do trabalho.

Hi everyone,
                My name is Nelson, I’m from Porto da Cruz (Madeira), where I studied until 9th grade and then moved to Escola Básica e Secundária de Machico where I completed the professional course of Técnico de Turismo Ambiental e Rural, during High school from 2013 to 2016. During the first year of the course I became more aware of what nature meant to me. At the same time, I decided to enroll in a summer intership in Parque Natural da Madeira, to better understand all the work done by the vigilantes on nature preservation in the Desertas Islands.

Desertas island

                This experience was one of the most rewarding I ever had, I learned a lot about the conservation work, through the execution of sighting points of the Lobo-Marinho, counting goats and collecting snails. I still had the oportunity to see the famous tarantula (Hogna ingens) of Desertas.

Sunset in Desertas island

                In the last year of the course I did an intership in the company Madeira Fauna e Flora, where I was given the task of planning and creating new projetcs, taking sustainable tourism into account.

Madeira Fauna & Flora

                After this experience, I decided to go to university in 2016 and took the Curso Técnico Superior Profissional de Guias da Natureza, where I acquired more knowledge in the área of Biology (Fauna and Flora) and had the oportunity to learn German, which was a bit complicated, but necessary to be a good guide.
                The pratical component of this course was an added value to acquire specific knowledge for the intership tha I’m currently doing in SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves), through which I hope to learn more about the world of the birds and become more qualified for a future job position.



quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Tudo o que é bom termina breve.



Bem, pois aqui chegou o fim.  

Este é meu último artigo, e com ele, o fim das minhas aventuras na Madeira. Sim, passaram 4 meses desde a minha chegada, rápido não é? Mas isso é o que estas bolsas proporcionam: são curtas, muito intensas e deixam-nos com um gosto agridoce no final, por tudo o que vivemos em tão pouco tempo, pelas despedidas e por ter que retornar à realidade ... mas também com uma experiência indelével e o que definitivamente vale a pena ter. Eu sei porque no meu caso, eu declaro-me viciada nesse tipo de experiências e eu recomendo sempre a todos.
Então, este será o tópico de meu último artigo, dessas bolsas e oportunidades que nos ajudam a mudar de países enquanto aprendemos, adaptamo-nos a diferentes situações e ambientes e conhecemos pessoas de todo o mundo e até nós mesmos.
Começarei com os mais típicos para qualquer estudante de grau, pelo menos em Espanha, as quais claro, são as que conheço melhor.

Descubramos el mundo | Viajar es lo único por lo que pagas ...
  • Bolsas de ESTUDO para estudantes de grau
Cada universidade tem uma oferta diferente e uma concessão específica para cada país, o ideal é consultar o escritório de relações internacionais da universidade, mas os que geralmente não falham são:
- ERASMUS STUDIES → permite estudar em uma universidade europeia, dependendo do acordo entre as universidades (4-9 meses).
- IBERO-AMERICA doBanco Santander → semelhante ao anterior, mas só há opção de 6 meses e numa universidade latino-americana. 
  • Bolsas de PRÁTICAS para estudantes:
- ERASMUS PRÁTICAS → O estudante deve agir sozinho mesmo a procura de práticas nas empresas que resultam da sua interesse dentro de Europa. Esta bolsa pode ser apreciada como estudante ou até um ano depois de terminar o grau (2-6 meses).
- PROGRAMA FARO → apenas para estudantes de Espanha que devem se registar ou procurar onde possam realizar seus estágios em empresas e organizações localizadas na Europa, Estados Unidos, Canadá e em empresas espanholas ou multinacionais na Ásia e Oceânia (5-8 meses).

Mas ... quando você sai da universidade? E você se vê fora desse lago seguro e apenas em face do perigo do oceano?



Bem, aqui também existem várias opções para graduados que podem ajudar a orientar seu futuro profissional ou mesmo conhecer novas áreas que você nunca considerou.
  • ESTÁGIOS para graduados universitários:
- PROGRAMA ARGO → semelhante com o FARO em termos de condições e de destino, mas exclusivamente para graduados de universidades espanholas com menos de 35 anos.
- EURODISSEIA → Estágios na Europa com remuneração que geralmente incluem aulas de linguagem, acomodação, refeições e até mesmo viagens. Têm uma duração máxima de 7 meses e destinam-se a graduados de menos de 30 anos com conhecimentos linguísticos.

Outra opção muito interessante, e pessoalmente, uma das que eu sempre considero em momentos como este no terminar um estágio é o EVS (Serviço Voluntariado Europeu). Eu sei que, como a bolsa de Eurodisseia, muitas pessoas neste blog já falaram sobre essas oportunidades de sua própria experiência ... Mas, em resumo: EVS é um voluntário para jovens entre 17-30 anos de duração de 6 meses e até 1 ano que abrange uma percentagem da viagem, alojamento, comida, dinheiro de bolso e aulas de idiomas. O interessado tem que entrar no sitio web e seleccionar um ou vários projectos e entrar em contacto com a organização de envio de cada projecto.

Até agora, esses são os mais conhecidos por mim, mas certamente há muitos, muitos mais, e sim, todos têm seus requisitos e burocracia, de modo que realmente é preciso estar motivado para não ser desencorajado porque todos podem ser alcançados. Além disso, minha selecção foi precisamente porque essas bolsas de estudo foram experimentadas por mim pessoalmente ou por pessoas próximas a mim, então não é tão complicado.




Quanto ao resto, eu só posso dizer a esta ilha, à SPEA e a todas as pessoas que conheci aqui e deram me muito de mil maneiras... OBRIGADA! E, claro, ATÉ JÁ!










--------------------------------------------------------------------------------------------------


Well, here is the end.
My last article, and with it, the end of my adventures in Madeira. Yes, it has already been four months since my arrival, that was fast isn't it? But this is what these scholarships have, they are short, very intense and leave us with a bittersweet taste at the end, for everything we live in so little time, farewells and return to the reality ... but with an indelible experience that without doubt is worth having. I know it because in my case, I declare myself addicted to this type of experience and I always recommend it to everyone.
So, this will be the topic of my last article, these grants and opportunities that help us move across countries as we learn, adapt to different situations and environments, and meet people from all over the world and even ourselves.
I will start with the most typical ones for any graduate student, at least in Spain, which of course, are the ones I know best.

Descubramos el mundo | Viajar es lo único por lo que pagas ...
  • STUDY Scholarships for undergraduate students:
Each university has a different offer and a specific grant for each country, the ideal is to consult the university's international relations office, but the ones that usually do not fail are:
- ERASMUS STUDIES → Allows you to study at a European university, depending on the agreement between universities (4-9 months).
- IBERO-AMERICA Santander Bank → Similar to the previous one, but there is only option of 6 months in a Latin American university.
  • INTERNSHIPS grants for students:
- ERASMUS Internship → Student must look for their own traineeship in the companies that result from their interest within Europe. This grant can be got by current students or one year after finishing the master or degree studies (2-6 months).
- FARO PROGRAM → Only for students from Spain who must register or search where they can carry out their internships in companies and organizations located in Europe, United States, Canada and in Spanish or multinational companies in Asia and Oceania (5-8 months).

But ... what about people who already left the university? And suddenly you see yourself out of that safe lake and only in the face of the danger of the ocean?

                                               
Well, here too there are several options for graduates who can help you to guide your future profession or even to know new areas that you had never considered.
  • INTERNSHIPS for university graduates:
- ARGO PROGRAM → similar to FARO in terms of conditions and destination, but exclusively for graduates of Spanish universities under 35 years old.
- EURODISSEIA → Internships in Europe with remuneration which usually include language classes, accommodation, meals and even travel. They have a maximum duration of 7 months and are for graduates of less than 30 years old and with language skills.
Another very interesting option, and personally, one that I always consider for myself when I'm finishing a placement exchange... is the EVS (European Volunteering Service). I know that, as the Eurodyssean scholarship, many people on this blog have already talked about this from their own experience ... But in summary: EVS is a volunteering for young people between 17-30 years old with duration between 6 months and 1 year. It covers a percentage of the trip and whole expenses of accommodation, food, pocket money and language lessons. The interested person must check the website, select one or several projects and get in touch with the sending organization of each project.
So far, those are the most popular for me, but there are certainly many many more, and yes, they all have their requirements and bureaucracy, so you really need to be motivated to not get discouraged because everyone can be reached. Also, my selection was precisely because these scholarships were tried by me personally or by people close to me, so it's not that complicated.



As for the rest, I can only say to this island, SPEA and all the people I met here and who gave me a lot of in so many different ways ...

THANK YOU! And, of course, ATÉ JÁ!